O Canto do Urutau

Quarentena 2020

Entardando o dia nas banda do Muquém

Já na boca da noite daquele sertão

Agita a mente, o pensamento temente

O escuro caminha sombreando a visão

Vidas da noite que na luz se escondia

Com o fim do claro ganham cor e energia

Os bichos cantam espantando a agonia

O enfrentamento do receio agora inicia

O vigiar é muito, o descuidado é pouco

Animal faminto acaba ganhando estradão

Vacada se junta, o bom vaqueiro protege

O povo todo dorme fiando em oração

Do brejo, uma mistura de sons se assanha

Grilos, sapos e pássaros em comunhão

Formam de pronto uma grande cantoria

Ganhando força e magia na escuridão

Mas de tudo que mais encanta naquele mundo

É um canto puro e agudo de lamentação

Do fundo do escuro do mato ele aparece

O som do Urutau ganha a imaginação

Na Amburana pelo tempo descascada

Que de tudo já viu naquele rincão

Mãe da Lua prepara sua melodia

Espalhando seu canto pelo sertão

"Uhh, uh, uh, uh, uhhhh..."

"Uhh, uh, uh, uh, uhhhh..."

De longe se ouve esta canção

Este lamento então ecoa por inteiro

Consolando toda aquela solidão

 

Dos cantos do mato, este som estremece

Pura cantoria que na mente faz confusão

Sentimentos misturam o que a noite oferece

Com o Canto do Urutau rasgando a imensidão

©2020 por Herr Augsten. Orgulhosamente criado com Wix.com